Joseph “Skinny Joey” Merlino: Líder efetivo da Máfia em Philadelphia

Joseph Salvatore Merlino “Skinny Joey” é um mafioso americano que supostamente é o chefe da Máfia de Philadelphia apesar de seus vários chefes atuantes ou não, e sabe-se que ele teria liderado essa família, primeiramente em extorção, apostas, tráfico, e agiotagem.

Data de Nascimento: 16 de março de 1962, Philadelphia
Apelidos: “Skinny Joey”, “Máfia King”
Associações: Família de Philadelphia, Família Scarfo, John Stanfa, Black Mafia

Durante os anos ’90, Merlino havia começado uma guerra na máfia dentro da família criminosa, e escapara de inúmeras tentativas de assassinato falhas, em sua vida. Por volta de 1995, ele foi o líder efetivo da família do crime Philadelphia. Diferente da maioria dos mafiosos que evitavam a publicidade, Merlino sempre desfrutou de promover-se na mídia e com o público. Ele é o filho do falecido chefe da família Scarfo Chuckie Merlino.

Em 2001, ele foi condenado de várias acusações RICO incluindo desvios de dinheiro, jogos de azar ilegais e extorsão. Merlino foi condenado a 14 anos de prisão e foi solto em condicional, em 2011. Segundo os relatos de expertos da máfia e do crime, acredita-se que Merlino esteja, atualmente, diretamente envolvido com o crime organizado e com a Máfia da Philadelphia. Merlino, o próprio, discorda, alegando que saiu da vida criminosa. Já em 2015, Merlino dividia seu tempo entre Flórida e Philadelphia.

Laços de família da máfia

Joseph Salvatore Merlino é o filho dos pais ítalo-americanos Salvatore Merlino “Chuckie” (1939-2012) e Rita (nascida em 1942). Joey foi criado em South Philadelphia e em Ventnor City, Nova Jersey. Também é sobrinho do falecido suposto ex-mafioso da Família criminosa Philadelphia, Lawrence Merlino “Yogi”.

JOEY MERLINO

Ele tem duas irmãs, Natalie e Maria. Sua irmã Maria estava noiva de Salvatore Testa até que ele terminou a relação – sete meses antes de ser assassinado. Ele tinha se amigado do futuro homem honroso da família criminosa, Michael Ciancaglini – o “Mikey Chang” – e de seu irmão Joseph Ciancaglini “Joey Chang”  desde que frequentavam a escola primária. Nos anos 1970 Salvatore possuía e gerenciava o Bar 9M, na Rua 9ª com a Avenida Moyamensing, em Southwark, Philadelphia, Pennsylvania; o qual, Nicky Scarfo usava como quartel criminal, durante sua tentativa de se tornar o novo chefe da família. O Bar 9M seria depois renomeado para Anthony’s Bar.

No verão de 1983, o seu pai, também de nome Salvatore, começou a entrar em choque para com o chefe da máfia, Nicky Scarfo. George Anastasia disse: “Ele tinha sido capturado acusado de dirigir bebendo, em Margate, Nova Jersey. Merlino, que sempre bebia mais do que podia gerir, tentou subornar o policial que o trouxera um teste de bafômetro. Ele oferecera  US$ 400,00 em dinheiro e seu relógio de ouro. Enquanto fazia sua oferta Merlino estava na cabine policial. Os tiras gravaram tudo em vídeo.”

Estilo Criminal

Em agosto de 1982, Merlino e Salvatore Scafidi, filho do apostador Gaetano Scafidi Sr., apunhalaram e espancaram dois fregueses machos no Restaurante Lido em Atlantic City. Em 1984, Merlino foi considerado culpado em acusações de agressão agravada e uma acusação de posse de arma para propósito ilegal. Em agosto de 1984, ele foi barrado pela Comissão de Controle de Cassinos de Nova Jersey a partir de cassinos de Nova Jersey.

O pai dele, Salvatore, também chegou a ser banido exatamente pela mesma comissão que seu filho por suas atividades criminosas em 23 de maio de 1984. Nicky Scarfo rebaixou o cargo de seu pai Salvatore – de subchefe a soldado de rua, por conta do alcoolismo de seu pai. Joseph Merlino tem sido descrito como um indivíduo algo viciado, obcecado com sua imagem pública, e como uma versão alternativa do Jonh Gotti de Nova York.

JOEY MERLINO 2

“Joey era um cara festeiro,” disse o associado da máfia, Ronald Previte (Big Ron), tira do Departmento de Polícia de Atlantic City que virou gangster, que virou testemunha do governo. “Ele gostava de sair. Gostava de apostar. Gostava duma vida loka.” Ele convidava o pessoal da TV para sua festa natalina anual para os desabrigados, e vivia enfurnado nas boates, restaurantes e eventos esportivos da cidade Juntamente com os parceiros de longa data Salvatore Scafidi, Sonny Valenti, Michael Ciancaglini, Dean Heiser e George Borgesi, ele era conhecido por meter a porrada em pessoas, roubar e iniciar brigas em clubes.

Em 31 de outubro de 1989, relata-se que Merlino teria tentado assassinar o filho de Nicky Scarfo, Nicky, Jr., num restaurante italiano da Pennsylvania em Bella Vista, Philadelphia, — o “Dante and Luigi’s”, localizado na 762 Sul, 10ª Rua — ferindo-o várias vezes no peito, pescoço e braço. Embora a polícia jamais tenha incriminado a ninguém por tentativa de homicídio, a polícia e a Agência Federal de Investigação (FBI) acreditam que Merlino esteve por trás do tiroteio para vingar uma tramoia anterior tramada por Scarfo Sr., sobre o pai de Merlino. Outro motivo para a tentativa de homicídio foi enviar uma mensagem clara que nem Scarfo ou sequer seu filho Nicky Scarfo Jr. estavam mais no commando dos desvios de dinheiro de South Philadelphia. Temendo uma outra Guerra da Máfia, Scarfo Sr. saiu da cidade junto de seu filho.

Em Agosto de 1989, Merlino foi acusado por roubar um carro blindado de US$350.000,00. Foi condenado poucos meses depois. Segundo o mafioso Ralph Natale, ele e Merlino começaram a tramar para assumir a família do crime da Philadelphia enquanto ainda eram colegas de prisão numa penitenciária federal, em 1990. Natale nomeou Steven Mazzone, George Borgesi e Martin Angelina (oponente de Nicky Scarfo, Jr.), todos associados de Merlino, como co-conspiradores no plano de dominação. Ele foi solto da prisão em abril de 1992.

Merlino e seus parceiros começaram a se reunir com membros da “Junior Black Mafia” , comumente conhecidos como os “JBM”, grupo composto de gangsters jamaicanos, jovens e violentos que se especializam na distribuição de cocaína. Ele também contou com a ajuda da Warlocks Gang, (clube de motoqueiros), por algum tempo.

As Guerras da Máfia

Quando John Stanfa emergiu como novo líder da família Philadelphia, uma guerra de grande proporção se deu entre Stanfa e o tal “Young Turks”, liderado por Merlino. Em 5 de agosto de 1993, Merlino sobreviveu a tiros de um carro em movimento, de uma tentativa de homicídio por Stanfa, apenas levando um tiro nas nádegas, e Michael Ciancaglini o “Mikey Chang” foi morto. Em 31 de agosto de 1993, como retaliação, os homens de Merlino mataram sobre rodas Stanfa e seu filho, enquanto estavam dirigindo na Via Expressa Schuylkill. Stanfa escapou sem ferimentos e seu filho sobreviveu ao tiroteio.

Durante a guerra generalizada da máfia em 1993, Merlino se esquivou de mais de duas dúzias de tentativas sobre sua vida. Em novembro de 1993, Merlino foi preso pelo FBI, condenado por violação de liberdade condicional e foi mandado à prisão novamente.

Stanfa foi condenado a diversas penas de morte por violações da Lei de Organizações Orientadas a Suborno e Corruptas (RICO) em março de 1994; e Ralph Natale, preso subsequentemente em junho de 1998, e Merlino supostamente assumiram o poder – ao saírem da cadeia em novembro de 1994. Ficou parecendo que Merlino fosse realmente o poder em vigência, meramente usando Natale como líder nominado. Os gangsters de Nova York  ofereceram a posição para Merlino e ele a recusou. Merlino cria que o FBI iria mirar no chefe da família criminosa mais do que em qualquer outro membro.

Joey Merlino

Em 1995, Merlino sobreviveu a tentativas de homicídio adicionais. Em 1995, Louis Turra, renomado drug lord de Philadelphia e líder da gangue de drogas ítalo-americana de South Philly conhecida como “a gangue 10ª e Oregon” – situada em South Philadelphia (que vinha de 10ª Rua Sul e Avenida Oregon Oeste, também conhecida como “a gangue da 10ª e O.”) – foi severamente espancado pelos soldados de Merlino por faltarem com o pagamento de uma cobrança de rua da Máfia sobre seus ganhos ilegais. Irado com a surra, Turra buscou sua vingança. O pai dele, Anthony Turra, teria abrigado uma Assembleia em sua casa durante a qual Anthony, Louis e sua gangue discutiram sobre assassinar Merlino. Em janeiro de 1998, Louis Turra aparentemente se enforcou em uma cela da Cidade de Nova York enquanto aguardava julgamento.

Em março de 1998, Anthony Turra, em julgamento por acusações de tramar para assassinar Merlino, foi baleado e morto do lado de fora de sua casa por um atirador numa máscara de ski preta. Ele levou dois tiros: o primeiro no olho, ao sair para ir ao tribunal federal, onde um juri estava deliberando no caso de desvios fiscais e de drogas contra ele, além de quatro outros caras. “Consideramos isso um assassinato do crime organizado, uma encomenda mafiosa”, disse o inspetor de polícia Jerrold Kane.

Ao final dos anos 1990, Merlino aliou-se a Steve Mondevergine, o “Gorilla”, chefe da gangue motoqueira Pagans MC. Autoridades creram que Merlino usaria os Pagans para auxiliar na montagem de disputas do submundo do crime.[18]

Prisão

Em junho de 1999, Merlino foi indiciado sob acusações de ter conspirado com a máfia de Boston para comprar e distribuir cocaína. Ele foi sentenciado a 14 anos de prisão em 3 de dezembro de 2001, sob acusações de evasão fiscal, incluindo extorsão e apostas ilegais. Ele então foi absolvido das acusações de homicídio, tentativa de homicídio e tráfico de drogas. “Nada mal,” Merlino disse. “Melhor que a pena de morte”.

Em março de 2004 um juri federal absolveu-lhe de acusações de 2001 que ele e Vincent Centorino (membro da facção do Norte de Jersey em Philadelphia) tinham tido parte no assassinato em 1996 de Joseph Sodano, um capo do Norte de Jersey. Após a condenação de Merlino, Joseph Ligambi tornou-se o chefe atuante da família do crime de Philadelphia, embora progressos recentes já sugiram que o FBI creia que Merlino permaneceu sendo o chefe oficial o tempo todo.

Merlino foi preso na Instituilção Correcional Federal em Terre Haute, Indiana. Ele foi solto da prisão em 15 de março de 2011. Transferido para uma residência à meio caminho da Flórida e foi liberado de soltura supervisionada em 2015. Em 2015, foram outorgados a Merlino quarto meses em uma prisão de Miami por ter-se encontrado com Johnny Ciancaglini “Chang” e outros membros de uma família criminosa conhecida, na Philadelphia, na Flórida: considerado violação para com sua liberdade condicional.

Joey merlino

Em setembro de 2012 o Arauto de Miami informou que Merlino atualmente vive em Boca Raton, Flórida. Em um artigo publicado em abril de 2013, por George Anastasia, Joey Merlino negou qualquer envolvimento atual na Máfia de Philadelphia e declarou que sua vida como criminoso acabou. Ele foi citado na entrevista afirmando: “Tem muitos ratos.” E “Não quero ter parte nisso”.

Related Posts

Add Comment

Pizzo-Cosa Nostra-extorçao
Qual é a principal atividade da Cosa Nostra?
carlos marcello mafia
Família Marcello: O Mais Antigo Sindicato da Máfia nos Estados Unidos
cosa nostra
Chefes na prisão, paga Cosa Nostra. O respeito tem a cor do dinheiro
familia-mafiosa-patriarca
Família do crime Patriarca, também conhecida como “The Office”
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os mafiosos são tratados mais como celebridades do que como criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá
estilo gangster anos 20
Gangsters da década de 20: Vestidos para matar
rene trupo- oficiais corruptos
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
A Mitologia da Máfia na Cultura Popular
personagens-o-poderoso-chefao
10 Inspirações na Vida Real para Personagens de O Poderoso Chefão