Nicodemo Domenico Scarfo – vulgo “Little Nicky”

Um dos mafiosos mais cruéis e intolerantes que a máfia da Filadélfia já teve.

Neste artigo você conhecerá ninguém menos que um empresário/chefe de apostas mafioso que matava muito impensadamente. Falamos de Little Nicky; um ricaço que teve seu poder ameaçado, após mostrar-se um chefe muito pouco digno – até mesmo para os padrões da máfia.

Data de Nascimento: 8 de março de 1929, Brooklyn, New York
Morreu em: 13 de janeiro de 2017, North Carolina
Apelidos: “Little Nicky
Associações: Phil Testa, Frank Monte, família do crime da Filadélfia

Nicodemo Domenico Scarfo ou, simplesmente, “Little Nicky” foi um membro da máfia americana que eventualmente se tornou o chefe da família do crime da Filadélfia, após a morte de Angelo Bruno e Phil Testa. Durante sua carreira criminal, Scarfo foi descrito por alguns como psicótico, cruel e vicioso. Segundo muitos relatos de seus ex-associados criminais que depuseram contra ele, se dispunha sempre a matar alguém quando lhe era demonstrado o menor desrespeito, ou mesmo que fosse encarado por alguém.

Scarfo orquestrava diversas tramoias em seu regime particularmente intolerante; além de ter dado ordem a mais de uma dúzia de assassinatos durante seu tempo como chefe. Foi frequentemente descrito por informantes como de coração frio e narcisista. Ele gostava do estilo de vida gangster-celebrity e era admirador do chefe da Chicago Outfit, Al Capone. Scarfo pesquisava nos jornais por seu nome e se certificava de que seus soldados realizassem assassinatos em público para criar uma atmosfera constante de medo. Scarfo teve poucos escrúpulos e se integrou em atividades do crime organizado, como o narcotráfico, para gerar milhões, enquanto muitos outros chefes evitavam que tais atividades atraíssem o escrutínio da polícia federal. Foram esses métodos que, em última instância, levaram à queda de Scarfo.

Embora o reinado de Scarfo possa ter lhe tornado rico, a longo prazo, o mesmo quase destruiu a família do crime – a qual o mafioso dominou por uma década. Depois de ser condenado por múltiplas acusações da RICO (Lei sobre Organizações Corruptas e Influenciadas por Fraude) em 1998, incluindo tráfico de drogas, agiotagem, extorsão, tentativa de assassinato e assassinato de primeiro grau, e com testemunhos prejudiciais de vários informantes que costumavam realizar seus assassinatos e seus principais tenentes (incluindo o segundo comando e o sobrinho, Crazy Phil) – Scarfo morreu na prisão em 13 de janeiro de 2017 enquanto cumpria sua pena perpétua.

Ele também foi o pai de Nicky Scarfo Jr., um soldado da família Lucchese, que mais recentemente foi sentenciado a 30 anos de prisão por fraude de segurança e agravantes.

Scarfo nasceu no Brooklyn, em Nova York, a Philip e Catherine Scarfo, ambos católicos. Aos 12 anos, Scarfo e sua família mudaram-se para Nova Jersey, onde trabalhou como jovem operário e, posteriormente, se formou na Franklin High School, em 1947. Ganhou reputação ao se tornar boxeador amador, lutando em pequenos clubes de boxe em toda a Filadélfia, conhecido por sua veia agressiva, no ringue.

Os Primórdios Criminais

Não tendo se tornado um sucesso no mundo do boxe, Scarfo se juntou ao seu tio Nicky Buck, um soldado da Máfia Philly, para se aventurar em atividades ilegais na Filadélfia. Trabalhou como barman em um clube que era propriedade de seu tio e foi treinado por ele e seus dois irmãos. Ele também cometeu seu primeiro assassinato junto do terrível matador Felix Di Tullio, vulgo “Skinny Razor” (algo como “Navalhazinha”, em português), que lhe ensinou a matar.

Experiências Criminais Posteriores

Em 1954, Scarfo recebera a proposta para se tornar membro da família do crime da Filadélfia. Ele foi apresentado pelo então chefe Joseph Ida em uma cerimônia realizada em Nova Jersey, junto de dois de seus tios que também foram introduzidos como soldados de pleno direito. Scarfo teria sido arrogante e teimoso, tendo recusado casar com a filha do Consigliere Joe Rugnetta, deixando-o envergonhado e ofendido, causando um breve atrito dentro da família. Em 1963, Scarfo se declarou culpado de assassinar um estivador irlandês com uma faca devido a uma discussão em um restaurante da Filadélfia, enquanto estava com Chuckie Merlino. Ele passou cerca de 10 meses na prisão. Após sua soltura, foi enviado a Atlantic City por Angelo Bruno, para supervisionar as operações, por lá.

Em 1976, Atlantic City legalizou apostas e jogos, e Scarfo priorizou as apostas como sua principal fonte de renda. Sua empresa de concreto bombeado, que era compartilhada com seu sobrinho, a Scarf, Inc., recebeu bons negócios – uma vez que desenvolvedores construíam novos casinos em Atlantic City; Scarfo intimidava empresas a comprarem da sua, incluindo o próprio Donald Trump. O associado criminoso e operário de concreto Vincent Falcone foi baleado duas vezes e morto por Phil Leonetti, por ordens de Scarfo, após fazer observações negativas sobre a empresa e sobre Scarfo.

Em 1978, Scarfo e seu associado Nicholas Virgilio ou “Nick, a Lâmina” dispararam contra e assassinaram o juiz Edwin J. Helfant, por ter se recusado a cooperar com eles em ajudar Virgilio (que estava enfrentando acusações de homicídio) a receber uma sentença mais leve, em troca de US$ 12.500,00. Scarfo atuara como o motorista de fuga. Enquanto isso, Virgilio lançara vários disparos contra o juiz, enquanto o mesmo jantava com sua esposa em um restaurante. Nicodemo fez desta uma execução pública e fez do juiz um exemplo para quem não estivesse disposto a dar o que ele queria.

Luta pelo poder

O chefe de longa data Angelo Bruno fora assassinado em 1980. Seu assassinato fora orquestrado por seu consigliere Antonio Caponigro. Semanas mais tarde, Caponigro enfrentou a consequência de matar um Chefe sem a aprovação da American Mafia Commission (Comissão da Máfia Americana): foi achado baleado por repetidas vezes em um porta-malas de carro e 300 dólares em cédulas foram encravados em sua boca e anus como sinal de sua própria ganância.

Phil Testa tornou-se o novo Chefe da família do crime da Filadélfia, nomeando Scarfo como seu consigliere. Seu regime como chefe seria curto. Testa foi morto por uma bomba de pregos sob sua varanda, em 1981, sob ordens de seu subchefe e narcotraficante Peter Casella e do capo Frank Narducci Sr. – o que mais tarde resultou em Narducci sendo abatido e Casella sendo banido da Máfia (fugindo para a Flórida). Isso também provocou uma guerra enorme dentro da família e aqueceu o atual no poder após a execução das gangues de Bruno. Scarfo agarrou a posição superior para si, promovendo seu sobrinho a subchefe e Frank Monte a seu consigliere.

Scarfo continuaria liderando a família por uma década com uma fúria sangrenta, alimentada por paranoia e agressão. Em 1982, Scarfo foi condenado por posse de arma e foi sentenciado a 2 anos de prisão, em uma penitenciária do Texas. Durante esse tempo, o já envelhecido capo Harry Riccobene começou a formar outra facção que se opunha a pessoa de Scarfo. A guerra lhe custaria a morte de seu irmão caçula, seu irmão Mario se tornar um informante do governo e o próprio Riccobene receber uma sentença de prisão perpétua por assassinato de primeiro grau.

Em 1984, Scarfo ordenou a morte de Salvatore Testa, um de seus capo e top matador, por conta de ciúme e de Scarfo ter ficado inseguro sobre seu poder, pois achava que Salvatore estava se tornando muito ambicioso. Testa também era filho do ex-chefe Phil Testa, que era um amigo íntimo e mentor de Scarfo. Scarfo passou a ficar conhecido como desleal e várias organizações criminosas nos EUA começaram a desconfiar dele, devido a seu motivo para ordenar a morte de Testa ter sido muito pouco razoável.

A ruína de Scarfo e família

Em 1985, Scarfo conspirou para extorquir 1 milhão de dólares do desenvolvedor comercial Willard Rouse, e então enviou seu soldado Nicholas Caramandi e outro associado para fazê-lo. Rouse se recusou e contatou o FBI imediatamente. O FBI começou um caso para enfrentar Scarfo, enviando um agente secreto para se passar por “um representante” de Rouse. Isso levaria Caramandi – um assassino notável e temido – a cooperar e testemunhar contra a organização criminosa.

Em 1986, Caramandi foi indiciado por seu papel no caso de extorsão e decidiu cooperar por medo de Scarfo pedir por sua vida. Um ano depois, Caramandi testemunhou contra ele, em tribunal. Scarfo recebeu 14 anos pela extorsão, como resultado do testemunho de Caramandi. Com a ajuda de vários informantes – incluindo a do parente de sangue dele, Phil Leonetti – Scarfo foi condenado por 9 assassinatos e por inúmeras tentativas fracassadas contra Harry Riccobene, em 1989, e por outras acusações da RICO: ele recebeu uma sentença de prisão perpétua.

Ele esteve cumprindo seu período prisional na penitenciária federal de Atlanta. Mais tarde, fora transferido para o Centro Médico Federal, onde morreu de causas naturais em 13 de janeiro de 2017.

< TODOS OS GANGSTERS

Mafia Academy

2 Comments

  1. R. A. Rocha Martinez Fernandez
    4 de novembro de 2017
    • Estilo Gangster Mafioso
      5 de novembro de 2017

Add Comment

O Chefe Está Morto mas a Máfia segue Viva, afirma Magistrado e Mafioso
Cuntrera-Caruana mafia cosa nostra
O Clã Mafioso Cuntrera-Caruana
os corleonesi
O clã mafioso Corleonesi: Uma facção que agregou muitos nomes de peso no mundo da Máfia
tráfico de drogas
A Era de Ouro do Tráfico de Drogas: Como Metanfetamina, Cocaína e Heroína se Moveram pelo Mundo Todo
film cassino fatos
25 Coisas que Talvez Você Não Sabia sobre o filme “Cassino”
Quem foi Mario Puzo
O Pai do Poderoso Chefão: Mario Puzo
rene-trupo4
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
Top 10 Gangues de Motociclistas
Top 10 Gangues de Motocicletas Mais Perigosas
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os Mafiosos são tratados mais como Celebridades do que como Criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá