Kosher Nostra: Origem da Máfia Judeia nos Estados Unidos

A Kosher Nostra, ou Máfia Judeia, é o termo usado pela imprensa norte-americana para definir o crime organizado judaico, o qual teve início nos Estados Unidos no final do século XIX e meados do século XX.

Nesse período, chegou do leste da Europa uma grande massa de imigrantes, entre eles, Gângsters capazes de ganhar notoriedade e, ser reconhecidos pela máfia irlandesa e o mafiosos italianos da Mão Negra.

Origens e Gangsters

No final do século XIX, em Nova York, o judeo, Monk Eastman, começou a liderar um bando capaz de disputar com os outros bandos o submundo da cidade. Estimulados pelas oportunidades econômicas do período histórico, conhecido como “Loucos Anos 20”, alguns judeus surgiram das regiões periféricas, para chegar em nível organizacional e operar de forma mais eficaz.

Um desses foi o gangster Arnold Rothstein, que colocou sob seu controle vários negócios na cidade de Nova York. Considerado o “Moisés dos gângsteres judeus”; seu modelo organizacional inspirou as outras máfias. Mais tarde, Rothstein tornaria-se um grande chefe da máfia judaica.

Sobre ele, o mafioso italiano Lucky Luciano disse: “Ele me ensinou tudo, até mesmo como se vestir”.

O crime organizado de judeus era especializado em extorsão e atuavam principalmente, em bairros periféricos ao East Side. Os gangsters mais importante que, também, faziam parte da Kosher Nostra eram Dutch Schultz, Meyer Lansky e o implacável Bugsy Siegel.

Nova York 11 de Novembro de 1931: após a Guerra Castellammarese, foi realizada uma reunião, no Hotel Franconia, entre os representantes da máfia italiana e judaica. Naquele encontro Lucky Luciano e Meyer Lansky conseguiram convencer os gangsters judeus-americanos, a participar de uma cooperação, que mais tarde seria chamada deSindicato Nacional do Crime

Segundo o escritor Leo Katcher, foi o gangster Arnold Rothstein que transformou o crime organizado de uma mera atividade criminosa em um negócio real e organizado. Ele foi o primeiro a ver o “Proibicionismo” (que proibiu a venda, produção e transporte de álcool), como uma oportunidade a ser explorada economicamente, reunindo as diferentes máfias em uma única estrutura de gestão.

Arnold Rothstein entendeu o sentido do capitalismo do século XX (a hipocrisia, a exclusão, a ganância) e conseguiu dominá-lo.

Isso mesmo! Esta foi a origem da Máfia Judaica nos Estados Unidos. Para saber tudo, e mais um pouco, sobre as Máfias e o submundo dos Gangsters é só acompanhar o nosso blog!

Mafia Academy

Add Comment

O Chefe Está Morto mas a Máfia segue Viva, afirma Magistrado e Mafioso
Cuntrera-Caruana mafia cosa nostra
O Clã Mafioso Cuntrera-Caruana
os corleonesi
O clã mafioso Corleonesi: Uma facção que agregou muitos nomes de peso no mundo da Máfia
tráfico de drogas
A Era de Ouro do Tráfico de Drogas: Como Metanfetamina, Cocaína e Heroína se Moveram pelo Mundo Todo
film cassino fatos
25 Coisas que Talvez Você Não Sabia sobre o filme “Cassino”
Quem foi Mario Puzo
O Pai do Poderoso Chefão: Mario Puzo
rene-trupo4
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
Top 10 Gangues de Motociclistas
Top 10 Gangues de Motocicletas Mais Perigosas
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os Mafiosos são tratados mais como Celebridades do que como Criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá