COSA NOSTRA: Regras, Deveres e Proibições dos Homens de Honra

A primeira regra do homem de honra é aquela do silêncio. Ele não pode revelar-se para os outros, não pode dizer que é um mafioso. O homem honrado sempre sabe exatamente como se comportar. Em uma sociedade fundada sobre o segredo, a palavra dita ou não dita é tudo. Pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

O homem honrado fala pouco e ouve muito. Mas quando ele fala com outro homem de honra tem a obrigação de dizer sempre a verdade: esta é uma outra regra da Cosa Nostra. É para a circulação interna das notícias: há muito pouco e – precisamente por esta razão – que é necessário que dentro da organização haja informação confiável.

Mas as regras são feitas para serem quebradas, mesmo no ambiente mafioso. Homens de honra não dizem a verdade quando eles estão em conflito uns com os outros, não dizem a verdade quando querem enganar, não dizem a verdade quando os chefes da organização querem esconder de seus povos algum assunto delicado.

Quando o homem de honra faz algo que é considerado grave, quando se está errado, como dizem eles, então é morto. Se em vez disso a falha que é cobrada for pequena, ele é retirado ou colocado fora da confiança. No primeiro, o retirado não se sabe a razão pela qual foi retirado da família, o segundo sim e é informado pela ‘capodecina’.

Houve também chefes, de grande espessura que foram retirados. Por exemplo, Tommaso Buscetta, obviamente antes do arrependimento, pela sua vida sentimental muito movimentada (três esposas e muitas amantes): um tipo de vida que Cosa Nostra não aceita.

Aquele da Cosa Nostra é um mundo cheio de regras, regulamentos, diretivas. Tudo para ser observado escrupulosamente. O homem honrado, por exemplo, nunca pode se apresentar sozinho a um outro homem de honra. A razão é simples: nenhum dos dois teria a certeza para falar com um pertencente da organização. Deve haver sempre um terceiro homem de honra, que conheça todos e dois como homens de honra, que garante para eles. Normalmente, a terceira pessoa a apresentar um homem de honra para outro diz: “Ele é como nós.” Ou: “Este é a mesma coisa.

Cosa Nostra: Deveres e proibições 

Quais são as obrigações dos homem de honra?

Há muitos, mas alguns são mais importantes do que outros. Foram aplicadas há século e ainda hoje são válidas. No final de 2007, no abrigo do chefe de Palermo Salvatore Lo Piccolo, foragido a vinte e sete anos, foi encontrado um caderno com as regras de Cosa Nostra, uma espécie de prós e contras a serem abordados, aqueles que antes ou depois teriam tido a honra de fazer parte da organização.

É um extrato daquilo que poderíamos chamar de a Carta Constitucional da Cosa Nostra, regras que existiam na década de trinta, quando revelou Melchiorre Allegra (um médico de Gibellina que confessou à polícia sua adesão na organização mafiosa), que existia no tempo de Tommaso Buscetta e que existem na Cosa Nostra dos últimos anos. 

A proibição mais categóricas para homens de honra é recorrer à justiça: denunciar, acusar alguém, testemunhar. O homem de honra nunca pode voltar-se para o Estado para resolver um problema. Exceto em um caso: se ele sofre o roubo de um automóvel. Se o carro de um mafioso for roubado, ele pode entrar em uma delegacia de polícia e denunciar: assim, se com aquele automóvel o ladrão cometer um crime, ele estará seguro.

Outra proibição é o sequestros de pessoas. A partir da segunda metade dos anos setenta, a Comissão da Cosa Nostra decide que na Sicília, não se podia fazer sequestros de pessoas. O Corleonesi, com o conhecimento das outras famílias, tinha acabado de sequestrar Luciano Cassina, o filho do grande empresário de Palermo. Foi há alguns anos que em anonimato Luciano Leggio, sempre a Corleonesi, organizava sequestros em Milão e na Lombardia.

Naquele momento a Comissão de Palermo decide: nada de sequestros, porque eles causam medo e tensão social, submetendo a Cosa Nostra a uma pressão investigativa e, acima de tudo, nada sequestros porque – este é o pensamento da máfia -“A população é hostil a esse tipo de ações e estamos com o povo e não contra o povo”.

Outra proibição é gerenciar o negócio da prostituição. Fazer dinheiro com sexo tem sido sempre desonroso para os homens de honra siciliano, ao contrário daqueles da Cosa Nostra Americana que enriquecem com as “garotas”. E o mesmo se aplica aos jogos de azar e agiotagem.

Nos últimos anos, no entanto, a Cosa Nostra pede dinheiro de proteção para os jogadores e aos agiotas de Palermo. A máfia não gerencia casas de jogo e não empresta dinheiro para idiotas, mas de uma maneira ou outra “i piccioli” (dinheiro) do jogo de azar e agiotagem, ela os leva mesmo.

Carta Constitucional da Máfia siciliana

As regras de adesão mostram uma grande atenção aos valores morais e sexuais.

♠ O chefe da família é eleito pelo voto de todos os membros da família.

♠ O vice-chefe é chamado pelo chefe da família. Assim também o capodecina.

♠ O chefe da família é aquele que tem a última palavra.

♠ O conselheiro tem o papel de manter todos unidos na família. E dar conselhos para o bem da família.

♠ O mandamento é uma família que tem uma cadeira na Comissão.

♠ A Comissão é composta por todos os chefes do mandamento. É constituída para exercer um  equilíbrio nas famílias e na Cosa Nostra. E para decidir os fatos mais delicados e as decisões a serem tomadas.

♠ Não se pode apresentar-se sozinho a um outro amigo nosso- se não houver um terceiro para fazê-lo.

♠ Não se olha para as esposas dos nossos amigos.

♠ Não se faz comparações com os policiais. Não frequentam nem bares e nem clubes.

♠ Tem o direito a qualquer momento de estar disponível a Cosa Nostra, mesmo que sua esposa esteja prestes a dar à luz.

♠ Deve respeitar as esposas. Não se pode apropriar do dinheiro que são de outros e de outras famílias.

♠ Não é possível ingressar na Cosa Nostra, quem tem um parente próximo nas várias forças da ordem, quem  tem traição sentimental na família, quem tem um mau comportamento e que não tem os valores morais.

Veja TambémComo é [Realmente Estruturada] a Cosa Nostra

Mafia Academy

4 Comments

  1. Luigi
    19 de fevereiro de 2016
    • Estilo Gangster
      19 de fevereiro de 2016
  2. weverton
    21 de abril de 2017
    • Estilo Gangster Mafioso
      22 de abril de 2017

Add Comment

Cuntrera-Caruana mafia cosa nostra
O Clã Mafioso Cuntrera-Caruana
os corleonesi
O clã mafioso Corleonesi: Uma facção que agregou muitos nomes de peso no mundo da Máfia
tráfico de drogas
A Era de Ouro do Tráfico de Drogas: Como Metanfetamina, Cocaína e Heroína se Moveram pelo Mundo Todo
Frattiano
Família criminosa de Los Angeles, mais conhecida como “Mickey Mouse Mafia”
film cassino fatos
25 Coisas que Talvez Você Não Sabia sobre o filme “Cassino”
Quem foi Mario Puzo
O Pai do Poderoso Chefão: Mario Puzo
rene-trupo4
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
Top 10 Gangues de Motociclistas
Top 10 Gangues de Motocicletas Mais Perigosas
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os Mafiosos são tratados mais como Celebridades do que como Criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá