Aliança do Crime: A Verdadeira história de James “Whitey” Bulger

Aliança do Crime conta a verdadeira história de James “Whitey” Bulger, um famoso criminoso e gangster na Boston dos anos 70 e 80.  “Whitey” Bulger – interpretado por Depp – tem sido há alguns anos a segunda pessoa mais procurada dos Estados Unidos: o primeiro foi Osama bin Laden.

Foragido por mais de dez anos pelo FBI, Bulger foi capturado em 2011, acusado de 19 assassinatos, ele se declarou culpado de 11 deles, e foi condenado a duas penas de prisão perpétua. Aliança do Crime é inspirado no livro Black Mass – The Irish Mob, The FBI, and A Devil’s Deal.

Como muitas vezes acontece com filmes baseados em fatos reais, a ficção leva o seu e nem tudo o que nos é mostrado corresponde com a realidade. Aqui estão as diferenças entre a verdadeira história de Whitey Bulger e o filme, além da curiosidade inevitável.

INVESTIGANDO A HISTÓRIA:

Em que idade Whitey Bulger iniciou sua vida no crime?

O Whitey Bulger da vida real iniciou sua vida no crime enquanto era jovem, e foi preso por roubo em 1943 quando tinha 14, e já nesse ponto ele era membro de uma gangue de rua conhecida como “Shamrocks” (CNN.com) [“Shamrock” é uma variedade de trevo]. Enquanto foi menor, Whitey foi preso por assalto e agressão, furto, falsificação e roubo à mão armada. Passou cinco anos em um reformatório juvenil (Biography.com).

Por que James Bulger apelidado de “Whitey”?

Conforme as vias criminosas de Bulger foram escalonando enquanto era jovem, a polícia foi se familiarizando com ele e apelidou-o de “Whitey”, por sua loira cabeleira. -Whitey Bulger: The Making of a Monster

O personagem de Kevin Bacon, Charles McGuire, foi baseado em uma pessoa real?

Não, ao menos não numa única pessoa. Ao pesquisar a história verídica por trás de Aliança do Crime (Black Mass), tomamos conhecimento que o personagem de Charles McGuire é uma combinação de vários agentes que foram supervisores do FBI de Boston, ao longo dos anos.

James “Whitey” Bulger e  realmente se conheciam, quando crianças?

Sim. James Bulger, o “Whitey”, é cerca de onze anos mais velho que John Connolly. Os dois se conheceram em 1948 em uma sorveteria, e Connolly tinha apenas oito anos de idade. Bulger depois, no fim da adolescência, comprou sorvete para Connolly e seus amigos. Connolly viria a descrever a experiência como sendo “foi como conhecer Ted Williams”. Mais tarde, naquele mesmo ano, Bulger pôs em fuga um valentão que estava tentando comprar briga com Connolly. E é este incidente que é referenciado no filme. -WBUR.org

James “Whitey” Bulger realmente cumpriu pena em Alcatraz?

Sim. Em 1956, aos 27 anos, Bulger recebeu uma sentença federal por assalto à mão armada e sequestro de caminhão. Ele passou os primeiros três anos na Penitenciária Federal de Atlanta e, então, após uma tentativa de fuga falha, foi transferido para a Penitenciária Federal de Alcatraz, em Novembro de 1959. Ele lá esteve por três anos, antes que fosse transferido para Leavenworth em 1962, e então para a Penitenciária Federal de Lewisburg, em 1963. Após cumprir um total de nove anos, foi liberado em 1965 com a ajuda de seu irmão Billy – um político que era então membro da Câmara dos Representantes de Massachusetts. Várias décadas depois, enquanto Whitey esteve em fuga com Catherine Greig, ele visitou Alcatraz, a qual tinha sido fechada em 1963. O casal fez um tour e vestiu-se com uniforme de presos – que era provavelmente completamente familiar a Bulger. -Black Mass: Whitey Bulger, the FBI, and a Devil’s Deal

Whitey Bulger teria mesmo sido usado de cobaia, na prisão, por um programa de testes de LSD sancionado pelo governo?

Sim. A verdadeira história por trás de Aliança do Crime revela que: enquanto em prisão por roubo a banco no final dos anos 1950, Whitey Bulger se voluntariou a participar num programa da CIA chamado MK-ULTRA, em troca de uma redução no tempo de sua sentença. O programa estudou os efeitos do LSD e de outras drogas em seres humanos que, neste caso, utilizou presos como sujeitos dos testes. Em um notebook, Whitey escreveu sobre “terríveis experiências com LSD, seguidas de pensamentos suicidas e depressão profunda”. A CIA vinha usando o MK-ULTRA para pesquisar a utilização possível do LSD como um agente interrogativo ou um agente incapacitante. -CBS Boston

Whitey teve um filho que morreu quando ainda era menino?

Sim. Como no filme Aliança do Crime, o Whitey Bulger real teve um filho, Douglas Cyr, que morreu aos seis anos de Síndrome de Reye (uma reação grave à aspirina). A mãe do menino, Lindsey Cyr (interpretada por Dakota Johnson no filme), afirmou que a morte de Douglas teve um impacto definitivo sobre Whitey, que havia sido um pai atento e cuidadoso. “Ele mudou depois que o Douglas morreu”, Lindsey disse. “Ele era mais frio”. O filme certamente transmite isso. -Boston.com

Whitey Bulger realmente ameaçou a esposa de John Connolly?

Não, não encontramos evidência alguma de que Bulger tenha ameaçado Marianne Connolly colocando o braço no pescoço desta. Na vida real, John e Marianne Connolly se separaram em 1978, com Marianne eventualmente pedindo o divórcio em janeiro de 1982. O filme mantém Marianne em foco por mais tempo. No entanto, o motivo pelo qual o casamento acabou parece descrito com precisão no filme. Os modos e o estilo de Connolly começaram a mudar conforme foi ficando mais como um gangster do que como um agente do FBI. -Black Mass: Whitey Bulger, the FBI, and a Devil’s Deal

Quantas pessoas Whitey Bulger matou?

Jemes “Whitey” Bulger foi indiciado por 19 homicídios. Como se é afirmado no filme, ele foi considerado culpado de 11 desses homicídios. Foi absolvido de sete (o júri foi incapaz de chegar a uma conclusão sobre um oitavo). No entanto, o comparsa e membro da Gangue de Winter Hill Kevin Weeks afirma que Bulger teria afirmado ter matado 37 pessoas.

Em 14 de Novembro de 2013, após ter sido considerado culpado sobre 31 acusações, ele recebeu duas penas de prisão perpétua (e mais cinco anos). Além disso, foi condenado a pagar cerca de US$ 20 milhões em restituição. -FBI.gov

O suposto papel de Whitey Bulger como informante do FBI resultou em qualquer coisa positiva?

Sim. O papel alegado de Bulger como informante do FBI ajudou a derrubar a família Patriarca: a máfia de New England. Entretanto o FBI, tendo tirado uma família gangster rival, essencialmente ajudou Bulger a construir pra si mesmo um sindicato do crime mais poderoso e fatal. -Biography.com

Até que ponto Whitey Bulger era um informante do FBI?

Até o dia de hoje, a Whitey Bulger real afirma enfaticamente nunca ter sido um informante. “Eu nunca, nunca, nunca fui dividido,” disse Whitey. Durante o julgamento dele, a defesa de Bulger tentou provar que ele jamais teria sido um informante. E outras pessoas afirmaram que se tratava, ao invés disso, de agentes corruptos do FBI que estavam na mão dele. Uma investigação federal descobriu que o manipulador do FBI para Whitey, John Connolly, havia falsificado informações em seus relatos informativos (um detalhe abordado no filme), em parte para desviar a atenção das autoridades de sobre Whitey, e em parte para tornar Whitey aparentemente um informante valioso (ChicagoTribune.com).

Em 2008, o ex-agente do FBI John Connolly foi condenado por assassinato de segundo grau após já ter sido condenado em 2002 por uma acusação de 1999 sobre acusações de corrupção passiva, proteção de Bulger e sua gangue da procuração, e de alertá-los de informantes em suas fileiras. O ex-supervisor do FBI de Connolly, John Morris (interpretado por David Harbour), testemunhou que ele mesmo aceitara subornos de Bulger na quantia de US$ 7.000, juntamente de um balde de champanhe banhado à prata e dois engradados de vinho importado. Morris afirmara que Bulger até mesmo pagara por uma passagem aérea para que sua namorada pudesse visitá-lo. -CNN

Whitey Bulger realmente estrangulou Deborah Hussey?

Sim, conforme o veiculado no filme Aliança do Crime, o homem que era mão direita de Bulguer – Stephen Flemmi (interpretado por Rory Cochrane) – fez sexo com Deborah Hussey, a filha da esposa por lei de Flemmi: Marion. Flemmi havia se mudado com a mãe de Deborah quando Deborah era criancinha. Ele tinha ajudado a criá-la e ela até lhe chamava de “Papai”. Quando ela já tinha 26 anos, ela tornara-se uma usuária de drogas e fora considerada um problema para a quadrilha. Flemmi a levou para fazer compras e então a atraiu para a casa de sua mãe, onde ele afirma que Whitey Bulger a estrangulou, no porão. O filme modifica isso um pouco e mostra Flemmi e Bulger trazendo presentes para ela quando eles a buscam e levam-na de volta à casa da mãe de Flemmi, porém o resultado final é o mesmo. -Boston.com

Após ter sido interrogado sobre seu relacionamento sexual com Deborah Hussey, Flemmi testemunhou que Bulger havia se envolvido num relacionamento com uma menina de 16 anos de idade que ele havia a levado pro México com ele – um crime testificado que não foi abordado no filme.

Quanto tempo durou a fuga de Bulger?

Em 23 de Dezembro de 1994, o ex-manipulador do FBI de Whitey Bulger – John Connolly – alertou-lhe sobre uma acusação pendente sob o Ato de Organizações Corruptas e Desvios Fiscais Influenciados (RICO, sigla em Inglês) (Boston.com). Whitey fugiu de Boston e ficou foragido, escondido, por mais de 16 anos. À idade de 81, foi capturado em Santa Monica, na Califórnia, em 22 de Junho de 2011 – juntamente de sua namorada, Catherine Greig. Ela foi retratada por Sienna Miller, mas o papel da atriz foi cortado da versão final do filme. Durante seu tempo em fuga, ele e Catherine esconderam-se em vários lugares, incluindo: Nova York, Londres, Chicago; Grand Isle, em Louisiana; e, ultimamente, em Santa Monica (FBI.gov).

Whitey Bulger foi o 2º fugitivo mais procurado do FBI (atrás apenas de Osama bin Laden)?

Sim. A verdadeira história sobre Aliança do Crime confirma que Whitey foi incluído na lista dos 10 Mais Procurados pelo FBI, em 1999, encarando acusações de 19 assassinatos. Após Osama bin Laden ter sido morto em 2011, Whitey foi locomovido para o primeiro lugar, ao topo da lista. Nessa época, o FBI esteve oferecendo uma recompensa de US$ 2 milhões por pistas que levassem à captura de Whitey, e uma recompensa de US$ 100.000 por pistas que resultassem na apreensão de sua namorada, Catherine Greig. Foi a maior recompensa já oferecida por informação sobre um fugitivo, nos EUA. -FBI

Como Whitey Bulger foi capturado?

Embora não seja mostrado no filme, um distúrbio ocorreu no caso quando foi lançado um anúncio do serviço público [PSA] pelo FBI. O “PSA” incluía novas imagens conseguidas da namorada de Bulger, Catherine Greig. As fotos foram descobertas após o FBI ter traçado números de série dos implantes mamários de Catherine, na clínica do cirurgião plástico responsável. A clínica tinha um arquivo com fotos de Catherine tiradas para a cirurgia. Um antigo vizinho dela a reconheceu das fotos no “PSA” e tal pista foi retransmitida para o escritório do FBI (em L.A.). Essa informação levou àcaptura de Whitey Bulger e Catherine Greig em 22 de Junho de 2011 no apartamento de um edifício em Santa Monica, no qual estavam morando. -DailyMailOnline

O FBI armou uma arapuca com o proprietário do edifício, que ligou para o apartamento e disse a Catherine que a repartição de encomendas deles tinha sido arrombada. Quando Whitey desceu ao porão para ver se algo havia sido roubado, o FBI estava esperando-o para levá-lo em custódia. O filme muda isso um pouco e mostra Whitey sendo levado em custódia enquanto caminha para a garagem no subsolo do edifício. -CBS This Morning

Quanto em dinheiro Whitey Bulger tinha quando foi capturado?

A história verídica por trás de Aliança do Crime mostra que Whitey possuía mais de US$ 822.000 e 30 armas escondidas nas paredes do apartamento que ele dividia com a namorada Catherine Greig. -DailyMailOnline

O que aconteceu com a namorada de Whitey Bulger: Catherine Greig?

A namorada de Whitey, Catherine Greig, foi condenada a oito anos de prisão numa penitenciária federal por cumplicidade e auxílio de fugitivo. Foi retratada por Sienna Miller em um papel que foi cortado da versão final do filme. “Acabou prevalecendo escolhas narrativas”, o diretor Scott Cooper contou para The Boston Globe. -DailyMailOnline

Qual foi a punição do agente do FBI corrupto John Connolly por ajudar Whitey Bulger?

Em 2009, John Connolly – retratado por Joel Edgerton no filme Aliança do Crime – foi condenado a 40 anos de prisão sob acusações de homicídio de segundo grau pelo homicídio do contador ligado a máfia em 1982, John Callahan, pelo sicário de Winter Hill Gang: John Martorano. O assassino deixou o corpo perfurado de balas de Callahan na mala de seu Cadillac no estacionamento do Aeroporto Internacional de Miami. Esse golpe fatal teria sido supostamente ordenado por Whitey Bulger e Stephen Flemmi. Durante o julgamento, os jurados ouviram que Connolly havia informado suas conexões mafiosas que John Callahan pudesse ser uma testemunha em potencial contra eles – com relação ao assassinato de Roger Wheeler em Maio de 1981, um homem de negócios. -CNN

John Connolly já estava cumprindo uma condenação a 10 anos de prisão decorrente de uma sentença por desvios financeiros de 2002, relacionada aos negócios corruptos dele com a gangue de Bulger. -CNN.com

A história de Whitey Bulger inspirou algum outro filme?

Sim. No filme de 2006 de Martin Scorsese, Os Infiltrados, o chefe da Máfia irlandês Frank Costello (Jack Nicholson) e sua “toupeira” no Departamento de Polícia do Estado de Massachusetts, Colin Sullivan (Matt Damon), foram levemente inspirados no gangster irlandês-americano Whitey Bulger e seu manipulador corrupto no FBI John Connolly. -CNN.com

Related Posts

Add Comment

Pizzo-Cosa Nostra-extorçao
Qual é a principal atividade da Cosa Nostra?
carlos marcello mafia
Família Marcello: O Mais Antigo Sindicato da Máfia nos Estados Unidos
cosa nostra
Chefes na prisão, paga Cosa Nostra. O respeito tem a cor do dinheiro
familia-mafiosa-patriarca
Família do crime Patriarca, também conhecida como “The Office”
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers | O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os mafiosos são tratados mais como celebridades do que como criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá
estilo gangster anos 20
Gangsters da década de 20: Vestidos para matar
rene trupo- oficiais corruptos
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
A Mitologia da Máfia na Cultura Popular
personagens-o-poderoso-chefao
10 Inspirações na Vida Real para Personagens de O Poderoso Chefão