A verdadeira história da carta de agradecimento de John Dillinger a Henry Ford

A carta de agradecimento do gangster John Dillinger a Henry Ford, agradecendo o empresário por fazer um excelente carro para fuga, foi revelada como falsa. No entanto, a carta realmente existiu e estava em posse do próprio Ford, que encobriu a verdade por décadas.

Para não perder nenhuma matéria, siga a nossa página nas redes sociais!

Em 3 de março de 1934, o inimigo público número 1 da América, John Dillinger, usou uma arma falsa de madeira para enganar os guardas e escapar da Prisão de Lake County, em Crown Point, Indiana. Para embaraçar mais a polícia, ele roubou o Ford V8 novinho em folha do Xerife Lillian Holley e o usou para embarcar em uma fuga alucinante, que envolveu trocas de tiros em Wisconsin e Minnesota.

Dillinger fez um trabalho tão bom ao fugir da polícia, que o Xerife Holley afirmou a um repórter que “Se algum dia eu vir John Dillinger de novo, atiro nele com a minha própria pistola (sic)”.

A falsa carta

Dois meses depois, Dillinger supostamente enviou uma nota escrita à mão para Henry Ford, famoso fabricante de automóveis e industrial, agradecendo-o por construir um carro tão bom. A carta está datada de 16 de maio de 1934 e foi carimbada em Detroit. O texto é floreado e faz muitos elogios à Companhia Ford. A carta diz:

Hello old pal,

Arrived here at 10:00 am today. Would like to drop in and see you. You have a wonderful car. Been driving it for three weeks. It’s a treat to drive one. Your slogan should be, drive a Ford and watch all other cars fall behind you. I can make any other car take a Ford’s dust.

Bye-Bye,

John Dillinger

Em tradução livre:

Olá, velho amigo,

Cheguei às dez da manhã de hoje. Gostaria de vê-lo. Você tem um belo carro. Estive dirigindo-o por três semanas. É um deleite guiá-lo. Seu slogan deveria ser “dirija um Ford e veja todos os outros carros ficarem para trás”. Eu posso fazer qualquer outro carro comer poeira.

Tchau,

John Dillinger.

carta john dilliger e hanry ford

Há vários problemas com a história contada e com a própria carta. O primeiro deles é que Dillinger certamente não estava em Detroit na época em que a carta foi escrita, provavelmente estava com os seus associados em Chicago.

Além disso, nas suas tentativas de escapar da polícia, Dillinger frequentemente roubava, ou comprava em dinheiro, outros carros. A probabilidade de que ele estivesse dirigindo o mesmo carro por três semanas enquanto estava sendo procurado pela polícia e pelo FBI é baixa.

Quer ficar por dentro de tudo o que rola no blog em primeira mão? Siga a nossa página no Facebook!

Outras informações prestadas pelo FBI e pela Polícia de Michigan apresentam inconsistências com a realidade. Vejamos a seguir.

A carta verdadeira

Escondida por mais de 75 anos, outra carta de John Dillinger a Henry Ford, antecedendo a primeira, e com um fundo histórico mais provável, foi revelada. Esta carta é datada de 06 de maio de 1934, com origem em Minneapolis, Minnesota.

A carta estava em posse do FBI, no arquivo sobre Henry Ford, e veio a público por causa das leis de liberdade de informação. A carta original diz o seguinte:

Dear Mr. Ford,

I want to thank you for building the Ford V8 as fast and as sturdy a car as you did, otherwise I would not have gotten away from the coppers in the Wisconsin Minnesota case.

Yous till I have the pleasure of seeing you,

John Dillinger.

Em tradução livre:

Caro Sr. Ford,

Quero lhe agradecer por ter construído o Ford V-8, esse carro tão rápido e tão robusto como você fez, caso contrário, eu não teria ido longe na fuga do caso Wisconsin, Minnesota.

Do seu, até que eu tenha a chance de vê-lo,

John Dillinger.

carta verdadeira dilliger ford

 Envie seu comentário!

Mafia Academy

Add Comment

O Chefe Está Morto mas a Máfia segue Viva, afirma Magistrado e Mafioso
Cuntrera-Caruana mafia cosa nostra
O Clã Mafioso Cuntrera-Caruana
os corleonesi
O clã mafioso Corleonesi: Uma facção que agregou muitos nomes de peso no mundo da Máfia
tráfico de drogas
A Era de Ouro do Tráfico de Drogas: Como Metanfetamina, Cocaína e Heroína se Moveram pelo Mundo Todo
film cassino fatos
25 Coisas que Talvez Você Não Sabia sobre o filme “Cassino”
Quem foi Mario Puzo
O Pai do Poderoso Chefão: Mario Puzo
rene-trupo4
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
Top 10 Gangues de Motociclistas
Top 10 Gangues de Motocicletas Mais Perigosas
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os Mafiosos são tratados mais como Celebridades do que como Criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá