17 Coisas que Talvez Você Não Saiba sobre o Filme “Scarface”

Diga “oi” para nossa listinha. Aqui vão alguns fatos que vão transformar sua próxima experiência ao assistir o clássico de gangsteres e cocaína de Brian De Palma: Scarface. Veja a seguir 17 Coisas que Talvez Você Não Saiba sobre o Filme “Scarface”.

1) Este não foi o primeiro Scarface

O filme é um remake de um outro filme de 1932 de mesmo nome, que também é sobre a ascensão e queda de um gangster imigrante americano. O produtor da versão de 1983, Martin Bregman, assistiu a película original numa madrugada na TV, e achou que a ideia poderia ser modernizada.

2) Ele presta a devida referência ao original

A versão de 1983 é dedicada ao diretor do filme original, Howard Hawks, e ao roteirista: Ben Hecht.

3) De Palma não quis entrar em ação como diretor

De Palma assinou contrato para dirigir o filme mas, do nada, saiu fora, por não ter gostado dos rascunhos iniciais do script. Sidney Lumet, o diretor que a sociedade conhecia por ter dirigido clássicos como Um Dia de Cão (também estrelado por Al Pacino) e Doze Homens e Uma Sentença, foi trazido para dirigir em seu lugar.

4) Lumet alterou o script

Lumet foi a pessoa que sugeriu que a história deveria abordar as guerras contemporâneas da cocaína, do sul da Flórida.

5) Um roteirista promissor a tornar-se estrela trouxe De Palma de volta

O produtor Bregman ofereceu ao relativamente recém-chegado Oliver Stone uma chance de revisar o roteiro, e Stone concordou em fazer o filme por duas razões. Primeiro, porque seu filme de 1981 A Mão tinha bombado nas bilheterias, então ele precisava da vaga. Ele também queria trabalhar com Lumet, que eventualmente largou mão do projeto porque sentia que o roteiro de Stone ficara muito acima do limite e muito violento. De Palma, que havia se mudado para possivelmente dirigir Flashdance, então, lê o script de Stone e adora o quão exagerado que era. Daí ele abandonou Flashdance e juntou-se novamente ao projeto Scarface.

6) Stone teve experiência e primeira mão com o assunto abordado

Stone estava lidando com um vício em cocaína enquanto estava a escrever o roteiro, o que lhe deu um insight de o que a droga pode fazer com os usuários. Stone, na verdade, tentou se livrar de seu vício mudando-se para Paris, a fim de terminar o script para que pudesse estar bem longe de seu acesso à droga.

7) Foi fácil para Al Pacino pegar o papel principal

Bregman buscou por Pacino para o papel de Tony Montana porque tinha empresariado Pacino anteriormente na carreira do ator, dando a Pacino seu primeiro papel principal no filme Os Viciados (1971). Bregman, casualmente, passou a produzir, e produziu alguns dos maiores estouros de Pacino, incluindo Serpico e Um Dia de Cão (ambos os quais, foram dirigidos Lumet).

8) Os cineastas quase ignoraram Michelle Pferffer

De Palma foi hesitante ao testar a relativamente não audicionada Pfeiffer, pois na época ela era mais conhecida pelo sucesso de bilheteria Grease 2 – Os Tempos da Brilhantina Voltaram. Glenn Close, Geena Davis, Carrie Fisher, Kelly McGillis, Sharon Stone e Sigourney Weaver — todas foram consideradas para o papel de Elvira, entretanto Bregman incentivou a Pfeiffer nas audições, e ela conseguiu o papel. 

9) Tony Montana foi nomenclaturado em homenagem a uma estrela do futebol americano

Stone, que era um fã do time de futebol americano 49ers de São Francisco, cunhou o personagem de Tony Montana devido a Joe Montana, seu jogador de futebol favorito.

10) Tony só é chamado de “scarface” uma vez, e é em espanhol

Hector, o gangster colombiano que ameaça Tony com a motosserra, refere-se a ele como “cara cicatriz”, significando “scar face”, em Espanhol.

11) A cena da motosserra foi baseada num incidente real

Em pesquisas para o filme, Stone incorporou-se na força-tarefa policial de Miami e se baseou na infame sequência de ataques com motosserra, na história de uma gangue, que ele ouviu a partir da polícia do Condado de Miami-Dade.

Veja também: 5 Histórias Reais da Máfia por trás de “Scarface”

12) Uma retaliação forçou a produção a sair de Miami

O filme era pra ser todo filmado, originalmente, no local, em Miami, porém protestos advindos da comunidade local cubano-americana forçaram o filme a deixar Miami, já estando duas semanas em produção. Além de imagens a partir dessas duas semanas, o resto do filme foi filmado em Los Angeles, Nova York, e Santa Barbara.

13) O que Pacino está fungando ão é cocaína real

Reza a lenda que Pacino teria fungado cocaína de verdade na frente das câmeras, e embora De Palma jamais tenha declarado oficialmente o que a equipe usou para substituir a droga, a cocaína usada no filme era, supostamente, leite em pó.

14) Steven Spielberg dirigiu uma única tomada

De Palma e Spielberg vinham sendo amigos desde que ambos começaram filmes de estúdio em meados dos anos 70, e tinham por hábito visitar os sets de gravação um do outro. Spielberg estava acessível para um dos dias de gravação: a filmagem do ataque inicial dos colombianos à casa de Tony Montana, já no final do filme; então De Palma deixou Spielberg dirigir a filmagem de ângulo baixo em que os incursores primeiramente entrariam na casa

15) Foi utilizada tecnologia sofisticada nos flashes de tiros saindo dos canos das armas de fogo

A fim de aumentar gravidade do tiroteio, De Palma e os coordenadores de efeitos especiais criaram um mecanismo para sincronizar a arma de fogo com o franco atirador na câmera do filme, para mostrar o enorme flash saindo dos canos, no tiroteio final.

16) Saddam Hussein era um grande fã

O fundo fiduciário do ex-ditador iraquiano, montado para lavar dinheiro, chamava-se “Montana Management” (em Tradução Livre: Administração Montana), que bate com o nome da empresa que Tony usa para lavar dinheiro no filme.

Veja Também: Assim Scarface tornou-se um Mito para Todos os Chefes

17) Há uma boa porção de praguejamento

De acordo com o Guia de Mídia Familiar “Family Media Guide”, que monitora palavrões, conteúdo sexual, e violência nos filmes, Scarface possui 207 usos daquela palavrinha “F…”, que computado dá 1.21 “bombas-F” por minuto.

Continue acompanhando nosso blog para mais surpresas sobre Gangsters!

Mafia Academy

3 Comments

  1. Lucas Lannister
    18 de agosto de 2016
    • Estilo Gangster
      19 de agosto de 2016
  2. Sybil Henriquez
    6 de setembro de 2017

Add Comment

O Chefe Está Morto mas a Máfia segue Viva, afirma Magistrado e Mafioso
Cuntrera-Caruana mafia cosa nostra
O Clã Mafioso Cuntrera-Caruana
os corleonesi
O clã mafioso Corleonesi: Uma facção que agregou muitos nomes de peso no mundo da Máfia
tráfico de drogas
A Era de Ouro do Tráfico de Drogas: Como Metanfetamina, Cocaína e Heroína se Moveram pelo Mundo Todo
film cassino fatos
25 Coisas que Talvez Você Não Sabia sobre o filme “Cassino”
Quem foi Mario Puzo
O Pai do Poderoso Chefão: Mario Puzo
rene-trupo4
Top 13 Oficiais Mais Corruptos dos Filmes sobre Gângster
os bons companheiros
Os Bons Companheiros Na Real
Top 10 Gangues de Motociclistas
Top 10 Gangues de Motocicletas Mais Perigosas
gangsters e contrabando 1920
Bootleggers: O Contrabando na América do Norte
estilo gangster mafioso
Por que os Mafiosos são tratados mais como Celebridades do que como Criminosos desagradáveis?
A Insolarada - iate al capone
A Islamorada: O iate de Al Capone no Canal do Panamá